terça-feira, 14 de setembro de 2010

Ah o Amor!




Se experimentas o amor como um sentimento que vai e vem você ainda não conhece o amor.

Não adianta mudar de parceiro(a) porque o outro não é responsável pelas tuas emoções, como você julga e imagina que é.

Não adianta se apegar, abrir mão da sua liberdade, abrir mão da sua individualidade, fazer milhares de concessões, mudar seu estilo de vida para se adequar ao outro , porque tudo isto é sinônimo de dependência e dependência é miséria não é amor.

O amor é um sentimento transbordante não nasce de sua carência, só pode nascer da plenitude, se ainda não vives em plenitude e se ainda não te encontrou consigo mesmo, como poderás se encontrar com o outro?

O amor é incondicional, não impõe regras e condições, regras e condições são impostos pelo medo, o medo de que o outro se vá, de que ele se apaixone por outro, o medo de ficar sozinho, quando estás sozinho tem medo de não encontrar ninguém, quando acreditas ter encontrado alguém, tens medo de que este alguém possa se fazer ausente amanhã, porque afinal, ele não estava aí antes.

O medo sempre te acompanha e como você pode amar completamente se o medo é o teu companheiro constante?


E se você impõe condições é porque não ama verdadeiramente, o amor não precisa impor condições, não é dependente, não exige juramentos ou a assinatura de documentos no cartório, não exige que você e o outro abram mão da sua liberdade de ser.

O amor é gratuíto ele não exige nada em troca, se você só é capaz de amar se o outro também te ama, se ele satisfaz tuas necessidades, se ele abre mão do universo para ficar ao teu lado, se ele ele te considera mais importante que a própria vida, então não queres alguém para amar, queres alguém para ser teu escravo, para ser teu criado, para te servir, para te considerar Deus e desta forma poder te adorar acima de tudo.

O primeiro passo para conhecer verdadeiramente o amor é conhecer o que não é o amor, e amor não é escravidão, não é exigência, não é sacrifício, não é dependência, não é apego, não é suicídio, não é sexual, é gratuíto, não exige nada em troca, o amor flui para dentro de nós quando estamos disponíveis para a sua presença suprema.

Permita-te conhecer o verdadeiro amor, livre-se do medo, resgate a sua inocência, sua pureza. 


Seja como você é em tua essência, descubra quem tu és. 

Só há este caminho.

sábado, 4 de setembro de 2010

A grama cresce por si mesma


À semelhança do crescimento da planta, nós humanos, possuímos dentro de nós a semente do florescimento da consciência.

A suprema qualidade da terra é servir de cultivo para o reino vegetal.

E a do corpo é receber a flor de lótus da consciência e vê-la crescer, florir e dar frutos.

O processo de crescimento de uma árvore é um processo natural, não há necessidade de esforços, de sacrifícios, de preocupações, de métodos, de teorias, de complexos estudos e minuciosos treinamentos, para que a semente possa brotar e crescer, isto se deve ao fato de que na semente já está todo o potencial para que ela se transforme naquilo que já é.

A vida e o caminho se realizam por si mesmos, sem a necessidade de nossos esforços ou intervenções.

Em nós já existe todo o potencial, basta não interferir. 

A realidade não depende de nossas interferências, a realidade simplesmente é.

Permita-se ser quem você é em sua essência.

Nós não estabelecemos nossa realidade, assim como a semente não semeou a si mesma, portanto aquilo que somos já foi estabelecido, nossas funções já estão definidas, precisamos nos transformar naquilo que já somos, precisamos florescer e dar frutos, isto se chama autorealização.

Não precisa se preocupar quanto a isto, como você irá florecer, como dará frutos, como fará isto, como conquistará aquilo, porque você já tem tudo que é necessário para ser quem você é.
.
Paz interior e harmonia são os adubos.
.
Cada relação harmoniosa, pura e verdadeira, que estabeleces são nutrientes para suas sementes.
.
A atenção é a água para que possas regar.
.
A vigilância é a luz que o guia.
.
Estar presente, testemunhando, vivenciando, sem preocupações, apenas se permitindo, são como galhos que crescem em muitas direções, mas que permanecem todos ligados a um só tronco.
.
Seja, desfrute do Ser.
.
Seja e esteja em paz.
.
O seu propósito já está aqui e está realizado agora.
.
A verdade, o caminho e a vida está na própria vida.
.
Você é o caminho, o caminhar, o caminhante, a verdade e vida.
.
Esteja presente, completamente presente, aqui e a agora, esteja disponível para abrir a porta, é só isso que precisamos "fazer", abrir-se como uma flor e recebermos a luz que se unirá a luz que já veio conosco quando viemos ao mundo.
.
Como diz o ditado Zen "a grama cresce por si mesma".
















Seguidores