quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Wu-Wei Write (A escrita através da não-escrita)


Ao caminhar não deixo rastros,
Estou sempre leve porque nada acumúlo,
Não olho para o futuro e morro para o passado,
Meu presente é isto: Tudo!

Minha riqueza está na minha ausência de posses,
Minha liberdade abrange todas as minhas limitações,
Nada quero e nada busco e, no entanto, tudo surge,
Surge da Grande Vida e me trás tudo o que necessito.

Não sou contra nada e por nada luto,
Porque simplesmente não sou ninguém.
E por ser ninguém eu sou o todo,
O caminho e o caminhar, a busca e o buscador.

Não veja isto escrito como algo, como meu rastro,
Como minhas palavras, como meus adereços e ídolos,
Nem eu sei o que é isto, porque eu nada escrevo,
Apenas permito que palavras se manifestem através de mim.

Eu apenas vivo. É só isto.
O que há de mais para se fazer se viver já é tudo?
Não sou e não conheço nada além da vida!
E a vida está em mim e além de mim mesmo!


*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente para compartilhar amorosamente aquilo que aqui amorosamente foi compartilhado!

Grato!

Seguidores