segunda-feira, 22 de outubro de 2012

A Única Liberdade




A verdadeira e única liberdade é livre de escolhas, de planejamentos, de desejos e de sonhos. 

Todas as escolhas, todos os planos, desejos e sonhos nada mais são do que uma tentativa insana de mudar aquilo que é, de alterar a ordem da existência, o movimento natural da vida, e isto é impossível, é como querer alterar a órbita do planeta.

A verdadeira liberdade reside em desaparecer como indivíduo, e ser aquilo que se é, realmente.

Uma realidade, vivenciando uma só e única experiência, que está além de todas as experiências, que é simplesmente ser.

E para ser, basta não ser.

Não ser nada, não existir, não saber, nada conhecer, não se identificar com a ilusão das escolhas, dos planos, dos desejos, dos sonhos. Não se identificar com a mente e o seu conjunto de pensamentos, ideias e crenças que cristalizaram a ilusória crença raiz de um eu. É só isto.

E isto, sem um trabalho sendo realizado, sem a presença de um "MESTRE" é praticamente impossível.

Sozinho você não tem referência, você está sendo "bombardeado" por fenômenos, ideias, memórias, pensamentos, sensações, impressões e você não sabe quem é você.

Você não tem um espelho, um norte, você não consegue olhar para dentro, porque não sabe o que é dentro, usa o corpo como referência para dizer dentro ou fora, ou seja, é como estar num labirinto sem saída, porque aquele que a construiu caiu numa amnésia proposital, e agora está no meio desta prisão, emaranhado e confundido com suas grades imaginárias, quanto mais se move, mais aprisionado fica, se não surgir uma intervenção da graça, uma mão do lado de fora que conheça a natureza real desta prisão, para te puxar para fora desta imaginação "intensamente real", não há saída.

O fato é que você precisa se permitir, permitir um olhar inocente, através deste olhar você perceberá ou ao menos suspeitará que houveram e que há àqueles que não estão dentro desta prisão imaginária, que já não estão mais aprisionados à mente, e diante disso, se há algo sensato a ser feito é se aproximar humildemente deles, ver, permanecer o máximo de tempo possível, exposto a esta companhia, para olhar o que aconteceu ali e se o que aconteceu ali, também pode acontecer aí...

Como coloquei, só um "não-alguém" que está fora deste labirinto pode ajudar, ou só um "milagre miraculoso da existência" através da inexplicável graça possa fazer cair um raio divino na tua cabeça, coisa que acontece todo dia e em todo lugar do mundo, você mesmo já deve ter visto cair muitos no seu bairro e que despertaram muitos dos seus vizinhos...

Liberdade é desaparecer naquilo que é você. E só  a "morte" originada deste raio milagroso ou a ajuda de quem desapareceu naquilo que É pode lhe indicar o que é esta real liberdade. Dizer, vou esperar a existência e não fazer nada é esperar a queda deste raio. Se há uma real inclinação dentro de ti para olhar para isto, vá em direção a este encontro, venha ao Satsang!

Maiores informações no blog: http://marcosgualberto.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente para compartilhar amorosamente aquilo que aqui amorosamente foi compartilhado!

Grato!

Seguidores