terça-feira, 17 de junho de 2014

Uma poesia escrita sem palavras



Cada segundo em "minha vida" é como uma poesia escrita sem palavras, ou com palavras que não possuem sons e nem símbolos, o intraduzível, a canção cuja melodia jamais pode ser conhecida, mas que o coração jamais deixa de cantá-la.

É engraçado dizer qualquer coisa a respeito disso, é como tentar reter a água entre os dedos, é como traduzir para o cego as cores ou como explicar a uma criança a origem da vida, algo completamente sem sentido, e no entanto, as palavras não deixam de brotar, tentando transmitir o incomunicável.

Na verdade a todo minuto a vida apenas lhe faz um convite que é este:

Encontre aquilo que você é de fato!

Leve esta busca até as últimas consequências, você nunca terá nada a perder, porque de fato você não possui nada mesmo, e é só neste nada que o todo pode se revelar, e nada além deste todo, poderá verdadeiramente satisfazê-lo.

Não existe nenhuma verdade a ser descoberta, revelada ou desvendada, viver a verdade daquilo que é você, é a única verdade.

E neste dia cada segundo de sua vida, será uma poesia sem palavras, ou com palavras que não possuem som nem símbolos, a cada segundo vibrando intensamente, milagrosamente, deixando-te maravilhado, e te consumindo no fogo da verdade, do amor, da liberdade, da felicidade, cujo espaço não poderá comportar você, somente o todo...

Só quando você se descobre completamente vazio, é que o todo se revela, e sem você a verdade se faz presente, sem som, sem palavras, sem vestes, imagens, além da mente, além de todas as ambições, além de todos os desejos, de todos os medos e imaginações.
 

Volte-se para si, pois você é a fonte, o Big Bang, o princípio e o fim de todas as coisas, você está além do mundo, descubra-se, desnude-se e desperte!

Seja você mesmo a oração, a verdade, o Cristo, o Buda, Deus, porque não há nenhum Deus além daquilo que é você, descubra-se, desnuda-se, esvazia-se, desapareça e simplesmente seja àquilo que é você sem você. Desista de tentar outra coisa, apenas seja... Amém...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente para compartilhar amorosamente aquilo que aqui amorosamente foi compartilhado!

Grato!

Seguidores