domingo, 29 de março de 2015

Desista de apropriar-se de uma experiência que não é sua!


A sua experiência do mundo é tão ilusória quanto você nessa experiência. Só lhe resta aquilo onde a experiência e o eu aparece.  

No sono profundo não há a experiência do "eu" vendo, ouvindo e pensando. Se você, agora mesmo, fechar os olhos e não experimentar um único pensamento aí, inclusive o pensamento "eu sou o corpo", não haverá um "alguém" experimentando. 

No entanto, algo permanece, algo desconhecido e indescritível, fora de definições e experiências: a Verdade, que está além da mente, porque a mente, aqui, pressupõe a presença de um "eu” experimentando esse ver, ouvir, pensar, e toda e qualquer experiência.  

É aqui que se situa todo conflito humano, que é a ideia de "alguém experimentando o mundo". Isto é a dualidade, com a ideia de "eu e o mundo", "eu e minhas certezas, ou incertezas e dúvidas", "eu e minhas experiências". Quando falamos de ego, estamos falando da ilusão de "alguém experimentando o seu mundo". Estou dizendo o seu mundo, porque não há nenhum mundo separado desse eu; não há nenhum eu separado desse mundo. 

Repare que eu não estou negando a experiência, estou negando o experimentador. A experiência é parte da aparição nessa Consciência. 

Essa Consciência é aquilo que chamo de Presença, Ser, Verdade, sua Natureza Real. Então, há somente a experiência acontecendo e mudando, mas sem "alguém" nisso.



Você deve trabalhar isso momento a momento, em cada segundo da sua vida. O convite da mente vai ser sempre para situar você como um "eu" experimentando o mundo, de dentro do corpo. Estou, aqui, dizendo que você não é o corpo, nem essa experiência dos sentidos. Você está além do corpo, você não está nessa experiência mental. Você está além da mente.


Mestre Gualberto


texto completo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente para compartilhar amorosamente aquilo que aqui amorosamente foi compartilhado!

Grato!

Seguidores