quinta-feira, 7 de maio de 2015

Este é um Trabalho de Deus, não seu!




Viver em dispersão, sem nenhum foco, permite que a mente não observada permaneça em “seu comando”, que é o comando do condicionamento, dos hábitos arraigados, dos padrões, dos desejos e das vasanas.

Se há uma maneira SIMPLES e REAL para deixar de lado esta dispersão, e se voltar para esta auto-observação, é encontrando o Seu Mestre, a partir deste encontro ELE ASSUME o comando e você é dispensável.

O Mestre é um espelho que reflete a nossa Real Natureza. Olhar em seus olhos, nessa disposição de rendição e entrega é encontrar-se.

Isto é assim, porque o Mestre toca o seu coração como nenhum outro “humano” seria capaz de tocá-lo, pois a sua Presença é a direta, tangível e objetiva Graça do Supremo. 

Deus é a Vontade Suprema, Único e Real criador, a misteriosa verdade por detrás de todas as coisas. Como sei disso? Eu não sei, mas é isto que na Presença Dele é revelado, no entanto, não capturado pelo discípulo, porque o discípulo precisa ir além de si mesmo, e neste além de si mesmo não há saber, não há certezas, não há alguém para revelar a verdade dentro de um formato de “conhecimento”, de “clareza” e de “certezas” que só existe para a crença, a crença que é este formato que se encaixa perfeitamente a mente porque é uma extensão dela própria.

O Guru é Deus na forma e como Única Verdade, Suprema Realidade, Ele é o Único que pode conduzir o discípulo para “além de si mesmo” e assim, conduzi-lo para além das crenças, dos desejos e da busca, e dissolvê-lo em “Si Próprio”, em Sua própria Graça, mostrando através de um REAL TRABALHO DE AUTORREALIZAÇÃO sob o discípulo, que só há uma Presença e que nada se encontra fora dessa Única Presença.

A autorrealização não significa a realização de alguém, mas a realização de Deus, a realização do próprio Guru, misteriosamente estendida sobre o discípulo, até o ponto em que a ideia de uma relação Mestre-discípulo seja dissolvida no silêncio, no mistério, na Presença, na Graça, em Deus. Até lá o discípulo coloca TODO O SEU CORAÇÃO no Mestre e caminha passo a passo, num caminho sem estradas, trilhas ou limitações, e vai deixando para trás o corpo, a mente e o mundo, o seu velho e conhecido mundo de imagens mentais.

O Guru está sempre disponível. Mas e você, até onde você está disponível para viver em Sua Graça? Até onde você pode caminhar com o Guru e deixar a si mesmo para trás? Até onde você pode se banhar em sua Presença? Esta Presença, esta Graça, que é o solvente de todas as ilusões.

Gratidão Mestre por sua Graça, por sua disponibilidade, por sua Real compaixão e por REALIZAR ESTE TRABALHO que “eu” jamais poderia realizá-lo, porque este é um trabalho de DEUS.

Jay Guru Dev Mestre Gualberto,


Tudo por meu Pai foi entregue; e ninguém conhece quem é o Filho senão o Pai, nem quem é o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar
Lucas 10:22


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente para compartilhar amorosamente aquilo que aqui amorosamente foi compartilhado!

Grato!

Seguidores