segunda-feira, 1 de maio de 2017

Você está em paz? Está em amor?


- Então estou certo? 

- Por que está preocupado com isto, em estar certo ou estar errado? que importância isso tem? 

-Nenhuma. Para mim não faz diferença. 

- Então, solte isto, jogue fora isso, isso não vale de nada, estar certo ou errado não vale nada. Você está em paz? Está em amor? É isso que importa! E quando não está em paz, quando não está em amor, é necessário olhar, ouvir ao Mestre novamente, e outra vez, e de novo, permitir-se ver, descobrir qual equívoco está presente aí, descobrir ao que você se encontra agarrado, em qual crença você se aprisionou, o que esta lhe dando a falsa impressão de ter se distanciado do seu natural estado que é paz, que é amor... 

E para estar em paz e em amor, precisamos apenas de abandonar todas as ilusões a respeito de nós mesmos, a respeito do mundo e a respeito daqueles que parecem estar a nossa volta... Precisamos relaxar, descansar na sombra da Graça, se permitir desaparecer na simplicidade de apenas Ser... É isto! Aí você fica assim, como um sábio, um acordado ou uma criança, com olhos como dois faróis brilhando Paz e Amor, com uma presença de Pura Presença, de Puro Ser, de Puro Espaço Sagrado, de Pura Consciência, aí mesmo, de onde você nunca saiu, você é Deus... 

Foi isso que o meu Mestre me deu, e é isso que eu te dou... Eu te dou aquilo que você É, e reconheço nisso que você É, aquilo que Eu Sou! Tudo isso é apenas a vida, se desdobrando diante da vida e se reconhecendo como vida, como Presença e Consciência sem limites, em Ilimitada Paz e Ilimitado amor. Somente a partir daí, não há mais você e não há mais o outro, não há mais Mestre e não há mais discípulo, só fica AQUILO.


Marcos Gualberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente para compartilhar amorosamente aquilo que aqui amorosamente foi compartilhado!

Grato!

Seguidores