quarta-feira, 17 de outubro de 2012

O Encontro Santo e a Reversão do Pensamento (UCEM)



É a partir do encontro santo que o processo de reversão do pensamento tem início realmente, por isso o curso em si é apenas um começo.

Sua base teórica só é necessária para tornar o estudante disponível, aberto e vulnerável para este encontro e não para uma compreensão minuciosa e intelectual de como funciona todo o processo, caso contrário o estudante se sentiria paralisado pelo medo ao perceber ameaçada toda a extrutura do pensamento do ego ao sentir a presença do sagrado revelado através do instante santo.

O instante santo se dá quando duas ou mais "pessoas" deixam de perceberem a si mesmas como entidades físicas separadas e através da percepção direta descobrem que na verdade são uma única presença, uma única consciência em uma só expressão da unicidade.

Quando a ideia de um eu separado (que é somente uma crença profundamente arraigada na base de pensamento do ego), é suspensa através da vivência do instante santo, o medo e a culpa também são suspensos, e a partir disso as ações baseadas em ataque e defesa dão lugar para ações que nascem através do amor, que é a essência daquilo que somos.

Quando as ações deixam de ter como base o sistema de pensamento do ego (ou seja, no medo, na culpa e na dicotomia ataque-defesa), e passam a ter como base o sistema de pensamento do Espírito Santo (no amor e no perdão completo que é a expiação), então ocorre o processo de reversão do pensamento.

Esta entrega de coração permite vivenciarmos o encontro santo e a partir dessa vivência o curso se torna muito simples, não se faz necessário escrever livros e mais livros para "explicar o curso".

"A razão pela qual esse curso é simples é que a verdade é simples. A complexidade é do ego e não é mais do que a tentativa do ego de obscurecer o óbvio".  (Livro Texto Cap. 13 - O  mundo sem culpa, Seção XI -  A paz do céu - Páragrafo 6).

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Dicas de uma criança de 33 para um jovem de 16



33 -  Y meu amigo, nunca se transforme num adulto. Um adulto é a coisa mais estúpida que poderia existir. 

É a fraude das fraudes, nunca leve este merda à serio. Livre-se disso enquanto há tempo.

Isto é um vírus. O vírus da imbecilidade. 

Você é um menino muito lindo e espero que você não perca esta beleza selvagem que faz de você quem você é.

16 - Obrigado Tom, rs. Ser um adulto é um vírus, é isso que você quis dizer?

33 - Sim. As pessoas se tornam esta fraude, por uma pressão social presente ao redor delas, este vírus começa a adentrar nossas cabeças desde quando somos crianças, quando começamos a ouvir aquele papinho: Você precisa estudar para ser alguém, lutar para ser alguém, você precisa ser alguém na vida...

16 - E eles estão tentando nos fraudar?

33 - Não é consciente este jogo sem graça, não há uma intenção consciente por de trás desta atitude adulta, é a mente nos escravizando, eles querem que nos tornemos uma fraude porque eles mesmos são uma fraude, e cada um só pode dar aquilo que é, eles se tornaram isto e agora te ensinam a se transformar nisso. Todo adulto é uma fraude.

Porque neste ser alguém existe uma luta, um sacrifício, um grande esforço para se vestir uma personagem, uma máscara e a partir daí, há uma grande encenação, e o indivíduo perde toda sua autenticidade natural. 

16 - Se eu não se tornar essa fraude como eu vou viver? Meus pais não são para sempre! 

33 - Veja, na sua pergunta já esta explícita o jogo todo, sinal de que o vírus já está agindo dentro de ti. O medo está presente, o medo de não conseguir "ganhar a vida" na "luta pela sobrevivência", é essa a coisa toda que a fraude fez, transformou a vida numa grande batalha, onde reina este medo, a tensão, a preocupação, a desconfiança, a insensibilidade,  o egoísmo,  a possessividade, o ciúmes, a inveja, a ambição, e toda esta miséria criada por esta vida chamada "adulta". 

A vida aí deixou de ser uma canção para se tornar um lamento, deixou de ser uma celebração para se transformar num constante conflito, é lastimável. 

Você precisará reaprender a ouvir seu coração, ele irá te dizer o que será necessário fazer para se manter, sem a necessidade de se render a este jogo estúpido, sem precisar você mesmo transformar-se numa fraude. Quando te falo sobre este coração não estou te falando do centro das emoções, estou falando de uma consciência mais profunda de si mesmo. 

16 - Entendo, eu não quero me tornar um adulto, mas tenho medo de passar fome, porém conseguirei, sou um menino inteligente.

33 - É melhor passar fome do que se tornar um adulto. Ser um adulto é pior do que a morte, porque é espalhar a morte, o adulto é um zumbi. 

16 - Não serei um adulto, seguirei meus sonhos!

33 - Este negócio de sonhar é a primeira coisa que os adultos gostam de fazer as crianças aprenderem. Todo aprendizado que surge a partir daí é lixo. 

A criança não tem sonho algum, ele vive a realidade deste presente momento, a criança não coloca condições para sua alegria, ela não precisa realizar isto ou aquilo, obter isto ou aquilo, ela já é a alegria, ela já é liberdade, ela já é bem-aventurança, a criança já sabe em seu coração que esses são estados naturais, que não dependem de nenhuma corrente do lado de fora, sabem de uma forma tão natural que apenas vivenciam isto, jamais pensam sobre isto.

Esqueça esta coisa de sonhar, você já é aqui e agora real, e esta realidade supera em intensidade e em profundidade, todos os sonhos que todos os adultos poderiam ter em todas as suas gerações, todos os sonhos são pálidas sombras diante da reluzente e brilhante realidade que é você.

Mesmo quando for preciso estar ao meio de adultos, ria por dentro, o riso será a tua vacina, leve ele sempre contigo, só esta vacina poderá imunizá-lo desta imbecilidade. 
  
16 - Levarei sua palavras comigo!

33 - Quando você começar a se tornar muito sério, a levar tudo muito a sério com relação a tudo aquilo que te rodeia, isto significa que o vírus já se encontra em estado muito avançado, muito espalhado dentro de ti, o riso, a poesia, o instinto, a literatura obscena e marginal, tudo isto poderá ajudá-lo a rever este estado deprimente, desde que, nem o próprio remédio seja levado a sério. 

Brincar é a chave. 

16 - Vou guardar isto para mim, levar tudo como se fosse uma grande brincadeira. 

33 - O que você acha que estou fazendo agora aqui contigo além de brincar? 

Eu estou me divertindo em ver todas as palavras brotando aqui, espontâneas e derramando tudo isto, toda esta abundância de um frescor infantil aqui presente... rs

Não estou levando nada disso a sério. No fundo é assim mesmo e você já sacou a coisa, é tudo uma grande brincadeira. 

Esqueça disso às vezes, para que a brincadeira fique um pouco mais engraçada. E depois de chorar por algúm motivo que tenha levado a sério, lembre-se do que é real e volte a gargalhar, rie disso, ria de si mesmo.

Nada na vida é serio. A vida não leva nenhum dos seus planos a sério. A morte destrói toda a seriedade da existência que nunca teve seriedade alguma. 

16 - Ah te agradeço muito por todos esses toques. O que você teria mais a dizer para finalizar?

33 - Lembre-se de deixar algumas coisas inacabadas sempre, este negócio de finalizar alguma coisa é para adultos, nem tudo precisa ser finalizado, porque nem tudo precisa ter o sentido de um começo.

Quando eu era criança, eu queria muito se tornar um adulto, para que eu pudesse me defender da hostilidade e da arrogância dos adultos a minha volta, que se demonstravam superiores, mas que no fundo eu já percebia, que eram mentirosos, medrosos e hipócritas. Havia algo errado com eles, eu só não sabia o quê.

Hoje entendo que ninguém é assim, só a mente é assim, só este fantasma que se apossessou de todas aqueles que se esqueceram de sua inocência agem desta forma, não devido a uma escolha, mas porque estão contaminados por isto.

Resgate esta sua inocência que você nunca perdeu, veja todos através do olhos desta inocência. 

Não guarde rancor ou mágoa de ninguém, entenda a limitação que cada um apresentar a sua volta. 

Não espere nada de ninguém e do mundo, apenas viva aquilo que o presente lhe apresentar a cada instante e abrace este momento com toda gratidão, sem resistir a nada e sem se agarrar a nada.

Seja sempre este frescor, da criança que acabou de nascer, seja sempre este fluir da mina que acabou de brotar, e tudo será assim, vislumbrante, tudo terá o cheiro da novidade, da descoberta, do assombro ante ao mistério.

Desista de entender qualquer coisa, não acumele conhecimento algum, permaneça neste não saber, nesta inocência, nesta ignorância sem limites.

E seja você mesmo, vasto, amplo, especial e ordinário ao mesmo tempo. 

Não crie nenhuma imagem de si mesmo, não zele e nem preze por imagens, lembre-se; você é aquilo que se apresenta neste momento, você não é nenhuma história, e por isso você é pura liberdade. História é escravidão, é doença de adulto.

Seja só liberdade sem desejo, vontade sem escolha, caminho sem direção, vida sem sentido e propósito sem ideal.

Apenas seja!


sábado, 4 de junho de 2011

*-* *-* *-* *-* *-* Haikai Três




"Quando aquele que simplesmente percebe
Se confunde com aquilo que é percebido
Se esquece da essência do seu próprio Ser"


segunda-feira, 30 de maio de 2011

Sociedade Primitiva Contemporânea (SPC)


Os bares, prostíbulos, penitenciárias, casas da lei e as universidades estão abarrotadas de pessoas tais como a mim, sonharam e que se desiludiram, ousaram sonhar outra vez e  se quebraram, e agora, se recusam a sonhar novamente e, no entanto, também não conseguem se liberar do seu pesadelo cotidiano. 

Pessoas que buscam alívios para suas feridas e que continuam a viver em ambientes hostis, permanecendo com suas feridas abertas e pulsantes!

Indivíduos que para os quais  o remédio vindo de fora já não representa uma esperança para a cura, mas a mera possibilidade de um alívio momentâneo!

Eu, no entanto, já decidi por expor minhas dificuldades e fraquezas, não preciso mais fingir forças como outrora, assim como não preciso mais me lançar sobre o pescoço do meu semelhante com a ilusão de que ele é o algoz do meu sofrimento, muito pelo contrário, tenho hoje a infinita compaixão dos bodhisattvas, pois estou ao menos consciente de que ele, o meu semelhante esta muita das vezes tão doente, perturbado e oprimido tal como eu mesmo, e ainda esconde suas fraquezas e dúvidas por de trás das frágeis muralhas dos seus impulsos padronizados e condicionados por valores decadentes que nos conduzem ao colapso!

Irônica e trágica situação! Encerrados numa misteriosa esfera suspendida no espaço sem possuir a clareza de propósito e significado para nossas existências, sofrendo dramas coletivos, possuindo as mesmas necessidade de sub existir, se alimentar, habitar e vestir-se, assim como os mesmos sonhos por felicidade, realização, paz e segurança e, no entanto, isolados uns dos outros, tais como estranhos e potenciais salteadores, representantes de uma ameaça constante, vivendo sobre tensões diárias, com medo, desconfiança, pânico, estresse, síndromes, transtornos ou sombras que se acumulam no interior da psique!

Não é fácil habitar entre seres primitivos e ter que se conciliar com um leão por dia para que não sejamos prematuramente devorados, ter que abrir concessões ao adversário que habita no interior de nós mesmos, este selvagem que é capaz de matar para defender suas ilusões vazias através daquilo que chamamos de legítima defesa, sem nos darmos conta, de que a defesa, é um ataque brutal aprendido com um medo irracional e seu instinto de sobrevivência!

Até quando nós crianças que fingimos uma idade adulta que tem por parâmetro o número de elipses do planeta em torno do sol, acordaremos resolutos para amadurecermos e humanizarmos a terra?

Enquanto isto em laboratórios farmacêuticos credenciados pelo imprimatur dogmático da ciência oficial, conglomerados ambicionam o acúmulo de capital, sem pouco importarem com a eficácia ou efeitos colaterais de muitas das suas drogas, quando na realizadade o que precisamos é da cura da alma para se libertar de forma de violência ou opressão.

Quem dera possamos encontrar no próprio veneno humano o remédio da nossa salvação? Pois onde esta o problema haverá de estar também a solução!


sexta-feira, 27 de maio de 2011

De Onde Surge o Caos?



É maravilhoso poder sentir as sutilezas das vibrações e as nuances dos pensamentos, e das emoções.

Apreciar a mente, como quem aprecia uma calma e tranquila tarde de verão a partir do mar, e observa o sol se por, num espetáculo de cores e formas que se desenham lentamente no céu.

Uma mente em repouso se torna muito mais dinâmica e capaz de atenção, concentração, compreensão e disciplina,  pois a sua força concentrada não é dispersa pela agitação, pré-ocupação, ansiedade, devaneios, expectativas, ruminâncias, etc.

Quando uma mente desconhece a disciplina, a paz interna e a simplicidade, ela deixa de ser um instrumento para se transformar  num ditador, tornado-nos escravos de seus caprichos. Somos conduzidos tais como uma folha no meio de um tornado, na direção que, assim determina o vento, perdemos nossa autonomia, somos arrastados por  emoções, por compulsões, por desejos, pela ansiedade, pela agitação, desconhecemos a estabilidade, perdemos a sensibilidade e nos tornamos marionetes presas a mente pelas correntes de pensamentos.

Uma mente sem disciplina e profundidade se assemelha a cavalos selvagens ou a máquinas que meramente reproduz suas respostas através de comandos específicos, exercendo assim uma função cega e repetitiva, tornando a vida monótona e entediante.

O caos, as desorganizações e as burocracias  no mundo são reflexos do caos da mente dos indivíduos, que antes de aprender a lidar consigo mesmos se lançam a administração das esferas públicas, seja na política, nas empresas, nas instituições de ensino entre outras facções da sociedade.

Você quer encontrar paz, segurança, harmonia e alicerce?

Volte-se para dentro de ti mesmo!

Porque só a tua mente e o teu ser em sua totalidade podem determinar como você se sentirá de uma forma ou de outra, independente de acontecimentos externos que estão em constante mutação.

E para isto faça da tua mente o teu instrumento ao invés de ser você um mero fantoche de tua mente!


Seguidores